O tratamento deve ser individualizado e dependerá da presença e gravidade dos sintomas, bem como da fase de
evolução da doença em que a doente se encontre. A intervenção atempada do médico permite prevenir a evolução
da Doença Venosa Crónica. Deste modo, o tratamento da Doença Venosa Crónica poderá implicar:
1
Medidas gerais
Realizar exercício físico como a marcha, corrida lenta, bicicleta ou natação; evitar longos períodos de pé ou sentado(a); procurar lugares frescos; evitar o uso de roupa apertada ou saltos altos ou rasos (a altura recomendada é de 3 a 4 cm); prevenir o excesso de peso.
2
Medicamentos
venoactivos orais
Principalmente aqueles que têm eficácia comprovada no alívio dos sintomas e na inflamção venosa. O aconselhamento médico é importante porque os medicamentos diferem entre si e nem todos os produtos existentes são medicamentos ( alguns são suplementos alimentares).
3
Meia elástica
Por prescrição médica (é necessário adequar o tipo de meia a cada doente e avaliar se há doenças que impeçam a sua utilização).
4
Escleroterapia
Secagem de pequenas varizes, em regra, através da injecção de um agente químico dentro da veia.
5
Tratamento cirúrgico
Existem diversas técnicas que devem ser adaptadas a cada doente para tratar varizes salientes e possiveis complicações.
Independentemente do tratamento indicado é recomendável manter uma vigilância regular, pois a doença venosa é crónica e evolutiva, necessitando de cuidados médicos continuados.
Consulte o seu médico. Quanto mais depressa actuar, melhor, pois os sintomas
de hoje podem ser as complicações de amanhã

Conselhos